Grave denuncia

30 de outubro de 2014

A infabilidade do TSE

29 de outubro de 2014
O réu é o juiz e o juiz é o réu
O TSE dá o resultado das eleições
Se alguém reclama, contesta, duvida, denuncia,  suspeita de fraude
quem vai julgar se ocorreu ou não fraude?
O próprio TSE.
Se não existe possibilidade de recontagem dos votos eletrônicos
Como podemos ter certeza se o resultado é verdadeiro?
Com a palavra, o ex- advogado do PT, Dias Toffoli, presidente do TSE.
O Brasil é o único país do mundo que usa urnas eletrônicas sem a impressão dos votos.

 

JORGE RORIZ

Dilma sofre grande derrota: Decreto bolivariano foi derrubado na Câmara Federal

29 de outubro de 2014

 

ADECRETO

Dois dias depois da reeleição de Dilma Rousseff, a Câmara dos Deputados, por ampla maioria — foi realizada em votação simbólica, com encaminhamento de lideranças — derrubou o decreto 8.243, o dos Conselhos Populares. O PT, o PSOL, o PCdoB e o PROS tentaram desesperadamente obstruir a votação do Decreto Legislativo 1.491, que derrubava o de Dilma. Não conseguiram.( Reinaldo/Veja)

A respeito da vitória oposicionista, o  deputado federal, António Imbassahy, (PSDB-BA) comentou no seu Facebook:

“Vitória da democracia!- Acabamos de derrotar o decreto bolivariano da presidente Dilma, que tentou retirar do Congresso Nacional suas principais funções constitucionais.Fomos eleitos para defender a democracia, legislar e debater projetos e medidas cobradas nos movimentos de julho de 2013. Ao impedirmos que o voto de cada eleitor brasileiro valha menos que uma cantada da presidente, demos um claro sinal para Dilma e o PT: o Brasil não aceita o chavismo da Venezuela e não vai se submeter ao autoritarismo repudiado por mais de 50 milhões de brasileiros que querem mudança”

O líder do DEM, deputado Mendonça Filho, classificou a proposta da presidente de “autoritária” e disse que ela está “passando por cima do Parlamento”. “Ele é (um decreto) espelhado na Venezuela de Hugo Chávez. É um projeto que verdadeiramente afronta o Legislativo”

“Essa derrota é para mostrar que o discurso de diálogo não pode ficar na teoria”, disse o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) em um recado direto à presidente reeleita. Em seu discurso da vitória, no último domingo, a petista defendeu o díalogo com todos os setores.

Jorge Roriz